Palestra Mulher Saudável & Brilhante

Desvendando o Código da Mulher

Nesse encontro vamos falar sobre como ser uma mulher saudável e brilhante. Que alimentos e estilo de vida irão reequilibrar seus hormônios e sua saúde. E assim, melhorar tudo na sua vida. Faça já sua inscrição ! Entre em contato: coachlupante.com ou (11) 995-581-055 (whatsapp)

Te espero 🙂

Anúncios

30 quilos OFF !

Em 2009, Ela resolveu que queria mudar seu corpo para caber em um vestido de formatura, nem imaginava que esse simples desejo mudaria completamente sua vida, desde então, já se foram 30 QUILOS, muitas roupas, vários nãos para alguns tipos de comida e um enorme sim para a vida. Blog da Loula ASSISTA e se INSPIRE! Beijos ❤

 

Receita de Pão sem Glúten da Chef Otavia Sommavilla

Pão sem glúten? Gluten é a proteína do trigo. Muitas pessoas hoje, pelos mais diversos motivos, estão evitando ou restringindo o consumo de glúten, e buscam alternativas para manter os mesmos hábitos, como um pãozinho macio e saboroso no café da manhã. As moléculas de proteína presentes do trigo, e também em outros cereais, tem propriedades muito singulares: em contato com a água, se ligam umas as outras e formam uma massa elástica, resistente o suficiente para se expandir e acomodar as bolhas de gás produzidas pela fermentação da massa, resultando na textura tão conhecida ( e apreciada) do pão tradicional. Esta ligação proteica é tão especial que há séculos se descobriu o uso do glúten como ingrediente: Se você fizer uma massa fermentada e começar a sova-la dentro de uma bacia com água, vai notar o amido se dissolvendo e ao final, o que sobrar, será glúten puro. Os chineses descobriram isso no século VI, e desde então usam como ingrediente da culinária vegetariana desenvolvida nos mosteiros budistas. É chamado “mien chan”( “musculo da farinha”) No Japão, conhecido como “seitan”. Como aqui não estamos falando de ciência dos alimentos, não vamos detalhar o que de fato acontece quando uma massa de pão tradicional fermenta, mas vale dizer que a complexidade química das moléculas de proteicas do trigo, com suas cadeias longas e ligações com aminoácidos, faz este processo ser único. Por conta disso, é um desafio interessante produzir alguma coisa que se pareça com um pão, não tenha absolutamente nada de glúten, e não apele para substâncias químicas duvidosas. Quem está evitando o glúten deve ficar atento agora à presença de substâncias emulsificantes nos produtos “gluten- free”. Muito usados na indústria de alimentos em geral, cada vez mais se fala dos danos que podem causar à saúde. Como dica geral para cozinhar sem trigo, vale misturar tipos diferentes de farinhas de cereais, para conseguir um equilíbrio entre amido e proteína. Esta receita ficou bem gostosa, e gostaria de sugerir variações: Experimente colocar ervas frescas picadas, por exemplo! Eu comecei testando uma receita que ganhei de uma amiga, que começava com uma goma de polvilho. Se não me engano, veio de um curso de alimentação alternativa, mas não tenho certeza. Mudei as farinhas usadas, e coloquei mais água. Achei que ficou legal. Um detalhe super importante: Depois de assar os pãezinhos, espere que esfriem um pouco e congele imediatamente, se não for consumir toda a receita. Eles endurecem e ressecam de um dia para o outro, mais rapidamente que um pão tradicional. Assim, estarão frescos e macios sempre que for servir.

Ingredientes: 100 ml de água 1 colher de sopa de polvilho azedo Misture os dois ingredientes e leve ao fogo, mexendo, até ficar transparente. Espere esfriar um pouco. Em uma tigela, coloque: 1 ½ xícara de fécula de batata ½ xícara de farinha de arroz ½ xícara de polvilho doce 1 colher de sopa de açúcar duas pitadas de sal 1 ½ colher de chá de fermento seco para pão ( meio envelope) 2 ovos 2 colheres de sopa de azeite. Misture bem. Nesta etapa a massa ficará bem parecida com uma massa de pão, mas é importante deixa-la mais úmida: acrescente meia xícara de água morna. Espere que a massa fermente e cresça ( aproximadamente 30 minutos) e coloque em forminhas untadas. Deixe crescer novamente, pincele com ovo batido e leve ao forno a 180 graus até que cresçam e dourem.os

os1 os2os3os4

Adorei essa receita simples e gostosa de pão sem glúten da Chef Otavia Sommavilla ❤

Bon Apetit!

Beijinhos

Fonte: “On Food and Cooking: The Science and Lore of the Kitchen- Harold Mc Gee

A dieta saudável dos gregos

6392_temp_file_summer_in_wine_country1-855x443Olá pessoal! Tudo bem?

Todos conhecemos a famosa dieta mediterrânea…mas tem mais alguns segredinhos que podemos aprender com os gregos.
A palavra “dieta” vem do grego antigo diaita, que significa “o caminho da vida.”

Na Grécia antiga, fazer dieta era ter uma boa saúde e comer com alegria…nada a ver com perda de peso radical.

A dieta mediterrânia continua a ser super apreciada devido ao seu histórico comprovado de promover boa saúde e longevidade. O objetivo da dieta é “Deixe o alimento ser sua medicina e a medicina teu alimento”, como disse Hipócrates.

Se você colocar AMOR   ❤ ❤   na sua cozinha, você vai dar amor aos outros e pra você também.

Você não precisa viver na Grécia, pra isso…veja as dicas praticadas pelos gregos antigos e de hoje.

1. Cozinhe com ingredientes saudáveis.

Para mim, isso significa usar alimentos frescos e da estação! De preferência orgânicos e sustentáveis ​.Evite alimentos processados ​​e opte por qualidade e não quantidade.

2. Consuma probióticos.

Consumir alimentos probióticos como iogurte grego e vegetais fermentados é ótimo para garantir uma boa saúde intestinal – eles são chamados de “probióticos”, porque os gregos antigos acreditavam que eles eram “para a vida”. Hipócrates acreditava que “toda a doença começa no intestino”.

3. Coma alimentos naturais e cheios de energia e faça do seu prato um arco-íris.

Somos feitos de energia ,precisamos consumir energia na forma de comida, ar e água para nossa boa saúde. Comer alimentos como vegetais frescos, frutas, ervas e especiarias,água mineral, nozes e sementes e beber chá de ervas nos ajuda a alcançar maior consciência e paz e nos conecta melhor com a nossa fonte mais elevada. Esta é uma das razões pela qual muitos filósofos antigos e curandeiros eram vegetarianos.

E o que tem quase nada de energia? proteína animal, açúcar, café, álcool e farinha branca.

4. Tudo com moderação, harmonia e simplicidade.

Platão acreditava que os alimentos deveriam ter sabores simples e escreveu que “mesmo os doces deveriam cantar com sua simplicidade”.

5. Tenha fé e gratidão.

Você pode conseguir qualquer coisa se você tem a crença, fé e gratidão. Qualquer experiência e tempo na cozinha deve ser com essa consciência. Esqueça seus medos, preocupações ou quaisquer hábitos de controle perto da comida, então cozinhar e comer será um prazer repleto de alegrias.

6. Adote pensamentos saudáveis ​​e felizes.

Aqueles que se aproximaram do Oráculo de Delfos foram incentivados a ter “bons pensamentos.” Heráclito disse que “dia a dia, o que você escolher, o que você pensar e o que você fizer é que você vai se tornar.”

7. Mexa-se.

De acordo com Hipócrates, “Se pudéssemos dar a cada indivíduo a quantidade certa de nutrição e exercício físico, com moderação e equilíbrio,todos teríamos mais saúde.”

Incorpore pelo menos meia hora de exercício por dia para uma boa saúde e vitalidade.

8. Coma com paz e tranquilidade.

Outra prática importante é comer com calma, paz e alegria. É importante não se apressar as refeições.Para garantir uma vida longa e saudável, precisamos comer conscientemente, estar ciente dos alimentos que comemos e como eles afetam a maneira como nos sentimos.

9. O ingrediente mais importante é agapi.

Somente alimentos feitos com boa energia e agapi ( palavra grega que significa amor incondicional) podem realmente nutrir e curar nossos corpos e almas. Se você colocar o amor em sua cozinha você vai dar amor a si e aos outros.

10. Conhece-te a ti mesmo e ame-se.

Quando você se conectar com seu eu interior você vai saber sobre o que comer e quando comer. Você não vai se sentir culpado por comer certos alimentos ou privar-se de um deleite ocasional.

Quando você ama a si mesmo, você se trata com amor que passa para os alimentos  e isso é saudável e bom para você e para o meio ambiente.

11. Esteja presente.

Plutarco disse: “Toda a vida de um homem é apenas um ponto no tempo, vamos apreciá-lo “. Estar presente e consciente do que você está comprando, cozinhando e comendo.

Compreenda que o seu corpo é um templo e deve ser tratado como tal. Nossas decisões de hoje pavimentam o caminho que determina a nossa saúde amanhã

Gostaram?

❤ ❤ ❤

Beijinhos

415868569_orig

 

imagens:web

fonte:http://www.mindbodygreen.com/0-20444/11-food-rules-we-can-learn-from-the-greeks.html

Como ingerir Cálcio sem beber leite …

As pessoas andam muito confusas sobre como ingerir a quantidade suficiente de cálcio Muitos acreditam que precisamos de três porções diárias de laticínios, a fim de suprir a nossa dose diária recomendada desse mineral. Hoje sabemos que isso não é verdade.

Eu não bebo leite mas, carrego meu prato com alimentos ricos em cálcio que não incluem o leite de vaca e seus derivados.

Se você está procurando um substituto extra de cálcio, aqui está uma lista de alguns alimentos super ricos em cálcio:

I lata de sardinhas  – 321 mg de cálciosardinha1
30g de sementes de gergelim torrado – 277 mg de cálcioblack-sesame-seeds
½ xícara de brotos de feijão – 230 mg de cálciobroto-de-feijão90g de salmão – 212 mg de cálciosalmon
½ xícara de tofu em cubos – 253 mg de cálciocubed-tofu-in-bowl

30g de Chia – 175mg de cálciochia-seeds

E como já falamos aqui no Blog, você pode “potencializar” ainda mais sua salada adicionando além dos ingredientes acima nossa querida campeã no quesito cálcio…a couve manteiga!couve

Ela contém 300 mg de cálcio em três xícaras e têm uma taxa de absorção de cálcio de 50% em relação ao do leite que é de 32%.

Além disso nossa superstar é rica em carotenóides e flavonóides, dois poderosos antioxidantes que protegem nossas células contra os radicais livres que causam o estresse oxidativo. O kaempferol flavonóide e a quercetina também são conhecidos por lutar especificamente contra a formação de células cancerosas. Ela ainda tem antioxidantes tais como vitamina C, vitamina A, e manganês…ufaaa, a Couve é certamente uma escolha inteligente na batalha contra a oxidação celular.

Bom apetite com ossos muito fortes e saudáveis !!!

Beijinhos   ❤

fonte:http://www.mindbodygreen.com/0-18585/5-ways-to-get-calcium-without-drinking-milk.html

Cabelos brilhantes e saudáveis?

me (1)
Um dos maiores sinais de boa saúde é o cabelo lindo e brilhante 🙂

Mas como já sabemos produtos químicos, poluição e má alimentação podem fazer nossos lindos cabelos ficarem fracos e sem brilho… mas uma boa dieta pode realmente fazer maravilhas pelas nossas madeixas.

Desde criança, meu cabelo sempre foi fininho e bem frágil, mas minha mãe era daquelas (é até hoje) que “mandava” comer cenoura para os olhos,couve que tem ferro,laranja que tem vitamina C…e por ai vai…cresci assim, aprendendo todo dia que somos o que comemos e que nosso alimento é nosso remédio para curar e prevenir qualquer deficiência. Me lembro do meu irmão na escola bem pequeno falando para o amiguinho “come essa verdura porque isso faz bem pra você ! ” super engraçado como as crianças copiam os pais 😉

Aqui vão algumas dicas que aprendi .

1. Vitaminas & Minerais – como o ferro e zinco – são essenciais para o crescimento do cabelo. Ferro ajuda a transportar oxigênio para os folículos pilosos, e quando não há o suficiente (anemia), ocorre a perda de cabelo. O zinco é responsável por cabelos brilhantes. Onde encontrar? quinoa, feijão, nozes, lentilhas e laranjas.

2. Proteína

Uma vez que um único fio de cabelo é composto principalmente de proteínas, é claro o seu cabelo precisa de proteína para crescer e florescer. Onde? grãos, nozes, feijões, sementes e folhas verdes são excelentes fontes de proteína. Superfoods como spirulina são incríveis também. Por exemplo, a spirulina contém cerca de 60% de proteína! Também tomo Chlorella outra fonte poderosa de proteina! ( já postei aqui no blog sobre as duas!)

3. Gorduras saudáveis

A outra coisa que devemos incluir em nossa dieta para os nossos cabelos (e pele) é gordura saudável! Tipo abacate, nozes e óleo de coco. É essencial consumir essas gorduras saudáveis, porque nosso corpo não produz isso naturalmente. Os ácidos graxos essenciais têm a capacidade de transformar o cabelo seco, quebradiço em uma juba mais forte e macia nutrindo a raiz que fortalece o cabelo à medida que cresce.

4. Vinagre de maçã

Isto pode soar estranho, mas o vinagre de maçã é perfeito para o cabelo natural. Basta misturar partes iguais vinagre de maçã e água, lavar o cabelo normal com shampoo e condicionador, em seguida, concluir, enxaguando-a com a mistura. Não lave-o , deixe a mistura um pouco e depois lave.

5. Óleo de coco

O outro milagre que eu uso no meu cabelo é o óleo de coco. Eu tento usá-lo como uma máscara de cabelo uma vez por semana e acreditem é incrível!!! Eu coloco uma colher de óleo de coco no cabelo e no couro cabeludo e deixo durante a noite. De manhã, lavo e meus cabelos ficam brilhantes e saltitantes ! Se você não quer dormir com o óleo, até mesmo uma sessão de 10 minutos vai ajudar!

Agora, uma dica geral sobre a saúde do cabelo:

Alimentação saudável realmente ajuda, mas há muitas outras coisas que você pode fazer para ajudar a fortalecer o seu cabelo, como usar produtos naturais que são mais suaves e tem menos química . Muitos produtos são cheios de lixo que não nutrem seus cabelos! Eu encontrei os melhores produtos naturais no Brasil aqui:

http://www.e-cosmetique.com.br

Como esse que é o máximo!

20150316_175001

 

Gostaram?

Qual sua dica?

Beijinhos 🙂

Temperos que Curam

spices-850x400Oiii pessoal ,tudo bem

Eu sempre acreditei que alguns alimentos são como remédios para nossa saúde.e como eu pratico o que prego estou sempre pesquisando sobre os alimentos e um estilo de vida mais natural .Ainda caminhando nessa linha,nunca gostei nem tomei remédios convencionais , acreditem não tenho remédio em casa 😉
Por isso eu tento inspirar as pessoas a usarem as ervas e temperos como substitutos para aos remédios da farmácia, como chá de louro para uma dor de estômago. Essa medicina tem milhares de anos de história, é a sua prateleira de temperos.

Medicamentos são ótimos para quando você estiver em crise,mas usar certas especiarias, que são ricas em propriedades anti-inflamatórias, pode ajudar .

1. Pimenta Cayenne.

Ótima para resfriados,aquece e limpa as vias respiratórias. É também uma das maiores fontes botânicas de vitamina C. Tente usá-la também com alho em sopas adicionando efeito anti-viral

2. Cúrcuma ou Açafrão da terra para acalmar suas dores nas articulações e inflamação.

A curcumina, o ingrediente principal do açafrão, que lhe dá a cor amarela vibrante, é um dos melhores agentes anti-inflamatórios. É ótimo para o inchaço das articulações, artrite e dores de cabeça.Também ajuda a proteger o fígado de toxinas. Adicione uma colherzinha no seu chá para afastar as dores de cabeça de ressaca. Você pode encontrar cúrcuma na feira (pelo menos na que frequento de organicos tem).

3. Gengibre para náuseas.

Gengibre tem uma longa história nas tradições asiáticas de aliviar desconforto gastrointestinal e náusea. Muito popular no tratamento de vômitos durante a gravidez, sem os efeitos nocivos da medicação anti-náusea, que tem efeitos colaterais . Gengibre seco é ótimo em assados, granola, e sucos.Adoro!

4. Canela para cólicas.

O uso de canela chinesa em casca para tratamento de cólicas menstruais é comum no oriente. Como muitas das outras especiarias nesta lista, a canela reduz a inflamação e é rica em antioxidantes. Como a pimenta caiena, ela também tem um efeito de aquecimento no corpo, o que torna tudo mais suave durante os períodos de dor.

5. Cominho, cravo, noz-moscada e cardamomo  para problemas digestivos relacionados com o leite.

Se você é fã de alimentos formadores de muco como leite,iogurte e outros produtos lácteos, estes são os temperos para você. Eles aquecem e ajudam na digestão. Acrescentando apenas ½ colher de chá dessas especiarias a estes produtos vai ajudar o seu corpo a processar todos eles melhor. Cominho em particular, é ótimo para inchaço na barriga por qualquer motivo.

6. Tomilho para tosse e bronquite.

Tomilho tem uma longa história de uso na medicina natural, que remonta à Grécia Antiga. Em seus escritos, Hipócrates menciona usos terapêuticos de tomilho no tratamento de doenças respiratórias como bronquite e congestão no peito. Além disso fica uma delícia nos seus assados ​​e ensopados – é ótimo com carne.

7. Pimenta ,descongestionante natural.

Como a caiena, a pimenta é ótima para descongestionar as vias nasais. Mas cuidado, a pimenta do reino, em especial, contém produtos químicos que irritam as mucosas, o que significa que essa você deve esquecer.A pimenta também pode descongestionar seus intestinos – ótimo para flatulência! Acrescente um punhado em sua chaleira e ferva-os com água para um maravilhoso chá picante.

Tem muito mais,mas hoje vamos ficar por aqui 😉

Beijinhos Lú

 

fonte: mind&bodygreen.com